quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Saudade má


Não tem dia.
E não tem noite que não lembre de você.
Não tem chefe ou companhia,
Que me livre de pensar em, de novo, te ter.
Não tem alimento
Que me sacie mais do que te ver.
Não tem hora sem tormento
Desde que provei como é bom contigo foder...
Ai! Como lamento,
Não ter mais o prazer
e a adrenalina daquele momento
em que abri as pernas - e os sentimentos - para você.

2 comentários:

Eroticamente (In) Correto disse...

Gosto da tua forma direta de expressar sentimentos e desejos, sem floreios, só mesmo o que vem de vc.




Beijo do IN_ em vc!

Fogo-fátuo disse...

Sou assim, força da natureza, intempestiva e devastada, mas sempre a me refazer...