terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Ansiedade


Não vejo a hora!
De não haver mais nada entre nós dois.
De eu ser, de seus desejos, a senhora,
e de não haver mais, nem distância e nem lençóis.
De satisfazer tudo o que eu quero agora
e não deixar mais nenhuma loucura pra depois... 

2 comentários:

Aventureiro Carioca disse...

O que é bom sempre vale a pena ser repetido muitas outras vezes...

Fogo-fátuo disse...

Replay pleaseeeeeeee.