terça-feira, 29 de novembro de 2011

Vontade explícita



Viste?
Meu desejo por ti é urgente!
Não te resiste.
Quando pedes que em teu pau eu sente,
e, com ele em riste,
entras atrás quando disseste que ias vir na frente,
tudo dói, mas amo quando insistes.
É que minha dor latente,
Que, não queria, mas existe,
sempre acaba virando um safado sorriso contente...
Só tu sabes tirar meu ar de triste
e fazer de tudo pra eu ter felicidade 'urgente'!

3 comentários:

A C disse...

Se assim não for, não vale a pena...

Aventureiro Carioca disse...

NOSSO BANHO

A parede fria recebe seu corpo quente
Que ao seu encontro vai de frente...
Por trás, abraço-a forte,
Mordo-a, beijo-a, invado-a loucamente
E deixo-me levar por seus gemidos
Que me excitam e ditam o ritmo,
Que me dispertam o mais selvagem,
O mais primitivo desejo...
Sem pedir permissão roubo-lhe os pudores,
Chego aos limites do limite.
Após frente e atrás,
Dou-lhe de beber o nectar da vida
E torno-a minha:
Minha vadia,
Minha safada,
Minha putinha,
Minha querida...
E a água que cai do chuveiro
Liberta-nos dos temores,
Purifica-nos, pecadores.

Fogo-fátuo disse...

Tudo vale a pena...