sábado, 18 de dezembro de 2010

Mar de gozo


Sou que nem sereia.
Preciso do mar!
Ah! Aquela sensualidade da areia,
penetrando em todo lugar...
Amo aquela imensidão.
Aquela cor,
que dá tesão,
e vontade logo de fazer amor.
Ali mesmo,
com fogo e sem pudor.
Ah! Como é bom dar sem termo
e sem importar se há espectador...
Amor, vamos relaxar!
Quero muito te beijar, na boca e nesse pau de comedor!
Quero saber como é misturar
o sal do mar e o sal do teu sabor.
Quero sentir você virar mar
e, em ondas, sem torpor,
fazer sua sereia gozaaaaaaaaaaaaaaaaarrrrrrrrrrrrrrr!

2 comentários:

Simplesmente disse...

sim.... gozaaaaaaaaarrrrrrrr
SEMPRE DELICIOSO

Fogo-fátuo disse...

E quantos jeitos de se deliciar hein!