domingo, 10 de julho de 2011

Ardor diferente


Jamais vou esquecer.
Do teu abraço apertado,
nosso papo furado,
daquele beijo meu roubado
do gemido, por sua boca, calado.
De contemplar teu olhar safado,
enquanto teu corpo ardia em cima do meu, suado.
Do meu gozo procurado
e do meu sexo, pelo teu, melado,
e de nem perceber que eu havia, sem querer, me apaixonado...

2 comentários:

Eroticamente (In) Correto disse...

Uauuuuuuuu, transbordando inspiração,...
Adorei o poeminho, adorei vir aki. Adorei tudo!

Beijo In_Correto!

Fogo-fátuo disse...

Esteja sempre bem vindo. Outros bjs incorretos rsss.