segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Explicações etéreas

Tarado leitor, quero explicar meu isolamento.
Sei que passei muito tempo reclusa.
Mas é que comecei a amar e, ai, como lamento!
Fechei aos leitores minhas pernas e minha blusa.
Fiquei sem vontade de transar por transar. Foi um tormento!
Tudo porque inventei de ser musa
de um só macho, que me viciou, com seus olhos de sentimento.
Mas vi que isso não ia dar certo porque sou mulher que usa,
não a que gosta de sofrimento.
Sou eu sempre quem abandona e se lambuza
no mar de sedução de cada momento.
Então ontem, acordei desse sonho de moça confusa
e senti de novo terremoto onde o tesão acalento,
assim sinto, assim acho.
Ficou animada a parte de baixo, saída do banho, aquela que nunca se recusa .
Fui ver um filme 'daqueles', de bastante esculacho.

E foi um gozo demoraaaaado.
Daqueles de tremer corpo inteiro,
daqueles de estar no chão, mas cair pro céu.
Daqueles de virar pela cama e gemer arfando e ligeiro.
Foi um tesão que deixou minha mão de beija flor, com mel...
Agora voltei com fome, para degustar do último ao primeiro.
Agora eu é que vou escolher quem vai me amassar de tesão, feito papel.

4 comentários:

Darukian, O Ceifador de Orgasmos disse...

Goz(t)ei do jeito poético de se explicar. Um tesão até na explicação. Agora que gozou e voltou a abrir as pernas, que seja bem recebida pela minha foice de ceifador de Orgasmos.

http://oladoinversodasletras.blogspot.com/

Darukian, O Ceifador de Orgasmos

Fogo disse...

Que tesão delicioso...

Homemm disse...

Tudo isso é delicioso mesmo. Gostaria de ser uma abelha para tomar conta de todo esse mel, te chupar todinha e te fazer gozar na minha boca.

Fogo-fátuo disse...

Ai e eu precisando de um zangão com um ferrão bem duro só pra mim. Voa pro meu lado que te deixo cambaleante...