segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Cio contido



Na cama vazia
a maior presença
é a ausência de sua companhia...
Me pega de noite.
Me pega de dia.
Me tira desse eterno açoite
De não ser, há tempos, tua vadia...
Faz teu papel de macho
Volta a fazer comigo nossa gostosa alquimia.
Coloca teu pau na minha caverna, sente o riacho!
Vem hoje, amanhã, mais um dia...
Não alimenta mais assim meu cio
por telefone ou internet. Que agonia!
Deixa eu por minha boca no teu cacete macio...
Nessa antropofagia
Bom é sentir teu membro enrijecer
E, com gosto, devorar toda essa iguaria.
E me saciar só de você...

2 comentários:

Simplesmente disse...

há gente muito sortuda...

Fogo-fátuo disse...

Mas que não sabe a sorte que tem...